sexta-feira, 27 de abril de 2012

Onde começa a vida espiritual de uma criança?

Imagem: internet

Dedico este post as novas mães, que estão gerando à herança vinda do coração de Deus em seus ventres.


Onde começa a vida espiritual de uma criança?

Essa pergunta brotou em meu coração em minha segunda gravidez. Busquei informações em livros e na Bíblia a respeito, descobrir verdades preciosas. Tudo aquilo que prátiquei com o primeiro filho, sem o aprofundamento bíblico. Eu nem imaginava que o Senhor estava me preparando para compartilhar com outras mães essas verdades. Quando minha filha estava com um ano, nasceu o primeiro grupo de grávidas de minha igreja local. Para minha surpresa, fui convidada  para ministrar sobre a vida espiritual do bebê para pais gestantes.Um novo tempo o Senhor estava inaugurando em minha vida e coração.Compartilho um pouco dessa memória com Deus.


Sl 22:10b - “Desde o ventre materno és o meu Deus.” 
Gl 1:15a –  “Mas Deus me separou desde o ventre materno e me chamou por sua graça”. 
Jó10:8a –   “Foram as tuas mãos que me formaram e me fizeram.” 
Sl 139:13 – “Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe.” 
Sl 139:16 - “Os teus olhos viram o meu embrião” 

Podemos reconhecer o coração de Deus nestas escrituras. Desde o ventre materno Ele se revela para o ser humano, como parte integrante de sua formação. 

A ciência tem revelado cada vez mais a vida dentro do ventre, toda a plenitude do seu desenvolvimento, tanto de seus órgãos vitais, como suas emoções, seus sentidos e até seu subconsciente. Dessa forma, podemos perceber que a alma da criança também aparece, não apenas nos estudos científicos mas também na própria palavra de Deus. As escrituras revelam Deus se relacionando com a criança no ventre. É possível, então, que a vida espiritual da criança comece na concepção? 

Na Bíblia vemos relatos de alguns bebês que foram consagrados a Deus desde o seu nascimento. Crianças separadas exclusivamente para servir e honrar a Deus, num ato de fé de seus pais. Certamente crianças que foram regadas com muita oração durante toda a sua gestação. O relato de Ana, que consagrou seu filho antes de seu nascimento encontra-se no livro de I Samuel 1:11, que diz: "E fez um voto dizendo...mas se me deres um filho, então eu o dedicarei ao Senhor por todos os dias de sua vida...” . Vemos que isso se cumpriu na vida de Samuel, pois ele foi um grande homem de Deus! 

Segundo a autora Cláudia Guimarães, em seu livro: Mulheres Geradoras de Vida, desde o ventre a criança sente quando é aceita e desejada. O contrário também. A concepção é o início da vida. Podemos afirmar que também é o início da vida espiritual. Por que não? 

Estudos científicos comprovam que os bebês já escutam quando estão no ventre da mãe. No ventre, elas sentem o amor de Deus através da voz da mãe ou do pai, seja por meio de uma canção ou uma história bíblica. Neste período podemos começar a construir a identidade espiritual da criança. Em Lucas 1:41-44 há o relato de uma gravidez em que o bebê ouviu. 

Para as mães de primeira viagem seguem algumas dicas de mãe: 

· O curso de gestante é muito útil para recebermos informações seguras de profissionais capacitados e da área da medicina fetal. Dúvidas de todos os aspectos são esclarecidas, desde a hora do parto até os primeiros cuidados. Em algumas maternidades os cursos são pagos, porém existem maternidades públicas que oferecem o curso, procure se informar em seu bairro e em sua cidade. 

· Chá de bebê: uma grande oportunidade de celebrar a chegada do bebê, fazer uma oração especial. O pai também pode participar, demonstrando seu amor para a criança e para a futura mamãe com declarações e mimos. É um momento de encorajamento para a família, não apenas uma festinha para ganhar enxoval e fazer brincadeiras. 

· Diário de oração: é um caderno de orações escritas no qual a mamãe vai registrando suas emoções, seus sonhos e projetos juntamente com Deus para esse futuro ser. 

· O nome da criança reflete o desejo dos pais. Procure se informar juntamente com seu esposo o significado do nome a ser escolhido.A autora Elizabeth George,em seu livro: Mulheres que Amaram a Deus,comenta  que nos tempos bíblicos os nomes dados aos recém-nascidos eram muito significativos. O nome expressava os sentimentos dos pais, muitas vezes, fazia alusão às circunstância da história da família. Geralmente, o relacionamento que os pais desfrutavam com Deus evidenciava-se no nome do bebê. 

· É bom focar em leitura específica para o momento que você estiver vivendo. Procure se preservar da ansiedade. Se você começa a ler, por exemplo, livros sobre o desenvolvimento da criança a partir de 1 ano, e livros que abordam conceito sobre disciplina, adolescência entre outros, isso pode gerar em seu coração ansiedade para uma fase que está em construção. Viva o seu momento, busque informação sobre a gravidez e primeiros cuidados. 

Para terminar, não esqueça, quando nasce uma criança, nasce também uma mãe e um pai. A vida espiritual de vocês irá refletir diretamente no desenvolvimento espiritual de seu filho. Ensine desde bebê a criança a louvar a Deus e orar juntando as mãozinhas. Leia livros específicos para seu bebê. E lembre-se: tudo é uma fase de adaptação, tanto para ele como para vocês, e também para aqueles pais que vão receber uma segunda criança. É apenas uma fase e tudo vai passar. Busque ajuda sempre que precisar com uma pessoa mais experiente que você. 

Que o Senhor abençoe ricamente nossas  famílias e os anos de semeadura que, com certeza, irão vingar no tempo certo!

Salmo 127:3 "Os filhos são herança do Senhor..."

Abraços fraternos!

Segue vídeo de uma linda canção que expressa o milagre da vida!
Também  segue vídeo sobre  As emoções do bebê no ventre materno.









8 comentários :

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Vi, com carinho, o seu presente pra nós hoje...
Obrigada pela partilha...
Bjm de paz

Denise Malafaia Cerqueira disse...

Olá, querida Francis!
Amei esta postagem. Tão oportuna...muito apropriada e até, me despertou algumas coisas para trabalhar em filhas de Sara.
Quando meus filhos estavam gerados no meu ventre, tínhamos cuidado com aquele momento em que eles e nós estávamos aguardando a chegada de cada um dos nossos três. Foi um tempo muito frutíferos. Eles chegaram debaixo de um clima de muito amor e cuidado, também na área espiritual. Gostei muito do vídeo, dá para se vê uma maturidade em todas as áreas que envolveu vocês como pais o que contribui, com certeza, para criar filhos felizes.
Foi uma delícia ter entrado aqui no seu blog e lido esta postagem tão abençoadora, mesmo pra mim que já tenho os meus 3 filhos criados.
Tenho certeza que todos que lerem esta palavra, desfrutarão como eu.
Minha oração é que seus filhos cresçam fortes e, frutíferos em todas as áreas de suas vidas, assim como tenho podido ver acontecer na vida dos meus.
Bjs e paz, querida!

Alessandra disse...

Olá minha amada irmã,vc não tem idéia de como é proveitoso para quem lê suas postagens,me ajudou a refletir bastante e tbm lembrar da responsabilidade que é criar os nosos filhos nos caminhos do Senhor em mundo tão corrompido, tenho um pequeno de 2 anos e uma mocinha de 12 anos que são bençãos em minha vida,desejo do fundo do meu coração levá-los cada vez mais pra perto de Deus as vezes me sinto perdida,mas Deus com seu infinito amor sempre me direciona no caminho certo,como por exemplo a visita em seu blog me ajudou muito.Obrigada querida pela sua dedicação.
Leia 1co 15:58

Bjuss

Andréa Targino disse...

Maravilhoso!!! Obrigada!!!

Vanubia disse...

Francis,
Obrigada pelo post especial. Assisti ao vídeo com meu marido, nos emocionamos muito. Bjs

Quem sou eu disse...

Olá Vanubia querida, muito obrigada pela visita em meu blog e por compartilhar, seu momento!Os comentários sempre são encorajadores para eu continuar escrevendo... Deus abençoe!

pietra spfia disse...

Querida Francis realmente Deus á inspirou com suas palavras tão verdadeiras!!!!
Tive um sonho profético,na noite anterior : Antes de dormir estava triste e desanimada mas como sempre o SENHOR cuida de mim,SONHEI !não tenho filhos,o sonho que tive foi que eu olhava um EMBRIÃO que não estava no ventre da mae mas num ventre criado por Deus E ESSA CRIANÇA SALTITAVA DE ALEGRIA E OUTRAS COISAS TAMBÉM VI MAS SÓ CONTANDO PESSOALMENTE PARA ENTENDER...SEI QUE O SENHOR FALOU COMIGO!!!AS PASSAGENS QUE VC CITOU CONFIRMARAM O SIGNIFICADO DO MEU SONHO!!!!GLORIAS A TI SENHOR....FOI ASSIM QUE ACABEI ENCONTRANDO O BLOG.
COM CARINHO MÔNICA EMAIL:MONICAKAMINSK@YAHOO.COM.BR
bjos ...

Taniguá disse...

Que post lindo!

Postar um comentário